23 fevereiro 2006
Amigo Zeca
Fez hoje 19 anos que este amigo nos abandonou... ainda era miúda mas as suas canções sempre me fascinaram. Lembro-me perfeitamente do dia em que morreu e da tristeza que a minha mãe tinha nos olhos e carregava na voz quando nos deu a notícia.

Foi muito difícil escolher mas esta é talvez a que faça mais sentido para mim hoje... Aqui fica a minha homenagem...

Dorme meu menino a estrela d'alva
Já a procurei e não a vi
Se ela não vier de madrugada
Outra que eu souber será pra ti
oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh oh (bis)

Outra que eu souber na noite escura
Sobre o teu sorriso de encantar
Ouviras cantando nas alturas
Trovas e cantigas de embalar
Trovas e cantigas muito belas
Afina a garganta meu cantor
Quando a luz se apaga nas janelas
Perde a estrela d'alva o seu fulgor
Perde a estrela d'alva pequenina
Se outra não vier para a render
Dorme quinda à noite é uma menina
Deixa-a vir também adormecer
 
nota da criolinha às 19:47 |


2 Comments:


At 24/2/06 6:47 da manhã, Anonymous Sandra 

Também adoro essa música e quase todas as outras do Zeca Afonso.
Bjs

At 24/2/06 11:36 da manhã, Blogger Alexandra 

Amiga,
Gosto imenso do Zeca. Durante o tempo da Universidade, costumavamos juntar-nos para tocar guitarra e cantarolar as suas músicas. Não, não sou assim tão velha...simplesmente estudei num local onde as palavras do Zeca ainda têm muito significado!
Um beijinho
alexandra