01 março 2006
5 anos sem Pantera...
Chamava-se Orlando Monteiro Barreto, mas todos o conheciam por Orlando Pantera. Considerado a mais importante revelação musical de Cabo Verde da última década, morreu jovem, a 1 de Março de 2001. Trabalhou na recuperação de crianças, palmilhou a ilha de Santiago, captando o linguajar e a filosofia de vida das pessoas. Mas foi com a sua poesia que mais gente cativou. Os seus poemas já correram mundo na voz de outros criolos e criolas.
Não o conheci, mas tive a oportunidade de o ver actuar uma única vez em 2000 no CCB. Na altura fiquei encantada e soube-me a pouco. A sua energia e vivacidade contagiara todos os que o assistiam naquela noite fria de Dezembro. Orlando Pantera e os seus músicos apresentam o CD Pêtu, com a banda sonora do espectáculo com o mesmo título da companhia de dança Raiz di Polon. Uma noite inesquecível de música cabo-verdiana, inspirada sobretudo no Batuko e na Tabanka e na vida dura em Cabo Verde, com as suas injustiças sociais e as suas angústias, mas também com todo o amor do povo cabo-verdiano.













Lapidu na bô*

Djo pinta bu saia d'otu kor
Djo muda boton di bu buluza
Bu fasi pe sánbu sima
DjuláiPo pasa na mi pa N ka konxeu
Bu fanhi nariz djo troka vóz
Bu pega bu pila bu dedon di pe
Bu trokola odju xuxa kolóla
Bu po xupakáka pe trokado
Ma inda N sta lapidu na bô minina

Djo muda kaminhu pa otu rubera
Na mundu bu st'anda so pa kau rabes
Ta kori di mi djo ba masa bósta
Pilotu mordeu na máma kadera
Bu kre otu algen pa N sai di bu pe
Bu da-m un borduada bára marmuleru
Bu ferga-m nariz na pipi di taréko
Bu da-m kaldu d'asa kafanhotu
Ma inda N kontinua lapido na bô minina

Djo tra kása tedja djo pô beton
Bu poi muzaiku na sala jantar
Bu pô kása fino so pa N skorega
Pa N kai pa N da kokéta na txon
Bu poi nogósio na sukupira
Brajeru ki toma dja subi dja latxi
Bu kunpra Starlet xou di karanbola
Dinheru N ka sabi di pundi ki ben
Ma inda N sta lapido na bô minina

Bu kunpra pasáji bu bai Bissau
Bu ba fase-m kórda ku bu Iran
Bu ba rótxa pretu po ba kontrata ku xuxo
Po da kabu di mi di bez
Kusa ka filábu bu bira dodu
Bu búa na mi bu kore-m mon na koxa
Bu odja ma mi e féro kuradu
Bu pega bu bóka bu pô na di meu
Agô ki N bira lapidu na bô minina

N sta lapidu na bô
Baxu kótxi kótxi minina
Na séti braku bu kabesa
Na tudu pásu ki bu da

* Uma das musicas que interpretou e que é como quem diz: colado a ti...

Alguns anos depois soube que afinal tinhamos uma coisa em comum.
 
nota da criolinha às 19:34 |


3 Comments:


At 2/3/06 8:47 da manhã, Blogger Bunny 

Tenho q mostrar isto ao meu Xu que ele delira com tudo o que é Africano!
Ja te disse que te adoro? :)

At 2/3/06 11:31 da manhã, Blogger Musa 

Não conhecia.... Ignorante!...
Desculpa a minha ausência, amiga, ams isto não está fácil...
Beijinhos grandes,
Musa

At 2/3/06 1:09 da tarde, Blogger Penélope 

Conhecia, a sua dele é contagiante!
Santa Cruz, és de Santa Cruz :)
Penélope