12 julho 2008
Nós e elas (parte 2)
Com a chegada do S houve alguma tensão no ar... especialmente por parte do pai que não confiava totalmente nelas :P (coisas de pai-galinha)... mas a M e a P portaram-se lindamente, cada uma ao seu estilo.
A M, mais atrevida, sempre que podia, entrava no quarto e cheirava tudo. Às vezes a curiosidade levava-a a aproximar-se demasiado e lá levava um "chega para lá". Aos poucos fui permitindo que se aproximasse mais. Agora é tipo "cão de guarda". Está sempre por perto do S e quando ele chora começa logo a miar. Se eu demoro a chegar vai à minha procura para me avisar :P
Com a P foi exactamente ao contrário. Não se aproximava. Havia dias que nem a via. Parecia estar triste e sentida com o facto da minha atenção estar agora centrada noutra criatura que aparecera de repente e que ela nem conhecia. Com o tempo a situação foi melhorando um pouco mas ainda hoje, passados quase 5 meses, ela não é o que era e quando tento aproximar o S dela, ela gentilmente desvia o olhar e sai de mansinho.
O único problema que presiste é o pelo que se espalha por todo o lado :( Por mais cuidado que tenhamos há sempre pelos de gata por todo o lado - especialmente agora no verão - e o pai desatina logo :S. Vão começar a tomar agora umas gotinhas à base de óleos essenciais e ómega 3 para ver se a queda do pelo melhora :)
Tem sido um processo de adaptação pacífico embora de gestão difícil para mim já que faço questão de manter o respeito pelo espaço delas. Todos cá em casa tivemos obrigatoriamente de alterar comportamentos. A chegada do mais recente membro da família tornou-nos a todos mais tolerantes ;)

E porque é de afeição que se trata este post queria aqui deixar um apelo sugerido pela minha amiga Pintas:
Tratem bem os animais, quer eles façam parte do vosso mundo ou de outro mundo qualquer. Este cantinho em Moura é de um de muitos exemplos de extrema afeição, dedicação e solidariedade. São cantinhos como estes, que sobrevivem à custa do esforço de poucos mas BONS cidadãos, que fazem a diferença entre a vida e a morte de muitos animais abandonados :(
Ajudem sempre que puderem... Eles merecem!

Etiquetas: ,

 
nota da criolinha às 17:47 |


3 Comments:


At 13/7/08 4:31 da tarde, Blogger Kitty 

É bom ter noticias vossas e saber que está tudo bem!
Bom domingo
Beijinho

At 16/7/08 9:18 da manhã, Blogger mumdream 

Eu também tenho um gato e com um Francisco a caminho, ouço de tudo, desde tens de te ver livre do gato, ao se quiseres fico com ele. Não há nada que me deixe mais irritada que esses comentários. O meu gato é super meigo e não acredito que vá atrapalhar alguma coisa. Mas a verdade é que tenho de o começar a habituar aos novos objectos que param lá por casa, uma vez que ele é extremamente curioso.
Acho que é bom para o S. ter as gatas em casa. Pelo menos habitua-se à presença de animais, e como dizem, fica menos sujeito a sofrer de alergias, por isso, é só vantagens.

At 16/7/08 3:57 da tarde, Blogger Luna 

Sempre ouvi das palavras do medico até da Tv ainda eu estava grávida do M. que era bom termos animais em casa era mto mais perigoso para alergias um passaro do que os gatos.
Assim ficam logo inume a sofrer alergias do que fosse mais tarde.
o meu caso com meu bichano não correu bem ele era demasiado mimado ele era rei da casa, não aceitou partilhar mimos com o M, ficou diferente bastante agressivo tivemos medo ele atirasse ao M. levamos para casa da minha sogra facto ele ficou mais calmo ficou com + espaço.
se elas são calmas é bom S. habitue a lidar com elas
bjinhos
Luna